Matricule-se

orações adverbiais

fevereiro 20, 2011 | In: Orações

ORAÇÕES SUBORDINADAS ADVERBIAIS

Considerações Gerais

1. Uma oração subordinada adverbial exerce a função de adjunto adverbial do verbo da oração principal.

Depois da palestra no CEPP, voltamos a Intermares. (adjunto adverbial de tempo)

Depois que terminou a reunião no CEPP, voltamos a Intermares. (oração subordinada adverbial temporal)

2. Possuem geralmente uma oração principal com sentido completo.

Voltamos a Intermares, depois que terminou a reunião no CEPP.

(oração principal)

3. Podem ter sua ordem invertida sem prejuízo ao sentido da frase.

Embora tenha sofrido bastante, recuperei-me do acidente de Campina Grande.

(oração subordinada adverbial concessiva)

4. Suas conjunções ou locuções podem ser substituídas por outra do mesmo grupo semântico.

Como tinha dinheiro suficiente, comprei uma casa à vista nos bancários.

(oração subordinada adverbial causal)

Já que tinha dinheiro suficiente, comprei uma casa à vista nos bancários.

(oração subordinada adverbial causal)

AS ORAÇÕES ADVERBIAIS E SUAS CIRCUNSTÂNCIAS

As orações subordinadas adverbiais são classificadas de acordo com a conjunção ou locução conjuntiva que as introduz, expressando as seguintes circunstâncias: causa, comparação, conformidade, conseqüência, concessão, condição, finalidade, proporcionalidade e tempo.

1-  Causal – Indica a causa da ação expressa pelo verbo da oração principal. Neste sentido, uma ação provoca um determinado efeito.

CONECTIVOS - porque, como, devido a, pois que, uma vez que, visto que ou visto como, já que, porquanto, dado que, por isso que etc.

Já que ninguém apresentou discordância, o projeto será aprovado.

Como não havia mais solução, o caso foi encerrado.

2- Consecutiva – Exprime a conseqüência da ação declara na oração principal.

CONECTIVOS – que, tão que, tal que, tanto que, tamanho que, de forma que, de modo que, de sorte que etc.

A situação parecia tão incontrolável que a polícia chamou reforços.

Tal era sua serenidade nas respostas que o júri o inocentou sem receio algum.

Atenção! Observe que o elemento adverbial de intensidade (tão, tal, tanto, tamanho) fica na oração principal, distanciado da oração subordinada.

3- Condicional - Exprime, na oração subordinada, qual fato é determinante ou necessário para que se proceda à ação da oração principal.

§  CONECTIVOS - se, caso, contanto que, desde que, salvo se, exceto se, a menos que, sem que, uma vez que (seguida do verbo no subjuntivo), a não ser que etc.

Uma vez que tudo esteja pago, liberarei o veículo.

Caso exista dúvida, procure a secretaria responsável.

4-  Concessiva – Exprime idéia de contraste, oposição em relação à ação expressa na oração principal. Ao se fazer uma concessão, contrariamos o previsto na ação normal.

§  CONECTIVOS - embora, conquanto, ainda que, mesmo que, apesar de, por (mais, menos, maior, menor, melhor) que, nem que, sem que, se bem que etc.

Não escondia a vontade de gritar, embora estivesse calado.

Conquanto o país cresça, ainda persiste a péssima má distribuição de renda.

5-Comparativa - Exprime um ato, fato, ser ou coisa a ser comparado com o mencionado na oração principal.

CONECTIVOS - como, que nem, tal qual, tanto quanto, tão como, mais (do) que, menos (do) que, assim como, que/do que etc.

Todos no estádio choravam como loucos (choram).

Seu olfato é tão aguçado quanto de um cão (é).

6-  Conformativa – Exprime concordância entre ações, ou seja, uma ação é praticada em conformidade com outra ou modelada por outra.

CONECTIVOS - conforme, como, consoante e segundo.

O jogador atuou conforme o técnico orientou.

Ricardo atuou na Prefeitura segundo seus ideais permitiam.

7- Final – Exprime a finalidade decorrente da ação da expressa na oração principal.

CONECTIVOS – que, a fim de que, para que, porque (no sentido de para que)

Estudo a fim de que possa ter sucesso na vida.

Gerimaldo rezou todas as orações para não ser mais punido pelo beato Romão.

(para que não fosse punido pelo beato Romão.)

Atenção! A adverbial final pode vir com a conjunção “PORQUE”. Veja, na oração abaixo, que, apesar de o verbo estar no imperativo e as orações estarem separadas por vírgula, a oração iniciada pelo “porque” não é uma coordenada explicativa. No entanto, este caso é único.

Orai, porque não entreis em tentação.

(para que não entreis em

8- Proporcional – Exprime proporcionalidade de entre ações simultâneas.

CONECTIVOS - à proporção que, à medida que, quanto mais, quanto menos, tanto mais, tanto menos.

Quanto mais falava, mais deixava claro o risco da ação.

À medida que se ganha muito, também gasta com inutilidades.

9- Temporal – Expressa o tempo em que ocorreu ação praticada na oração principal.

CONECTIVOS - quando, enquanto, assim que, logo que, mal, sempre que, antes que, depois que, desde que, até que, apenas, cada vez que etc.

Uma nova primavera nascerá quando você voltar.

Os políticos continuarão a abusar do poder enquanto a sociedade ficar omissa.

Os soldados choravam de alegria mal a guerra acabou.

PARTICULARIDADES IMPORTANTES

As conjunções adverbiais são de suma importância no processo de coerência e coesão textuais, já que, como as coordenadas, veiculam várias circunstâncias. Portanto, aprendendo seu uso, reforçamos a nossa capacidade de articular devidamente as idéias. Além do mais, algumas locuções e conjunções podem admitir sentidos outros, acentuando assim as armadilhas sutis dos vários significados contextuais. Portanto, convém memorizá-las e, sobretudo, aprender o uso adequado de cada uma conforme os contextos. Vejamos abaixo algumas particularidades:

1. A CONJUNÇÃO “COMO”.

a) Pode ser causal e corresponde à conjunção “porque”

b) Pode ser conformativo e corresponde à conjunção conforme”.

c) Pode ser comparativo e corresponde à locução conjuntiva “tal qual”.

Como estávamos apaixonados, resolvemos casar. Causal

Resolvemos casar porque estávamos apaixonados.

Como dizem as escrituras, devemos amar o próximo. Conformativa

Devemos amar o próximo conforme dizem as escrituras.

Como uma divina, ela me trouxe a luz.                                          Comparativa

Ela me trouxe a luz tal qual uma divina.

Observação – Há casos em que a classificação depende do contexto. Na oração abaixo, pode-se admitir sentido causal ou conformativo, dependendo do contexto em que ela está inserida a ação:

Como o jornal noticiou, o teatro ficou lotado.

2- A CONJUNÇÃO QUE e PORQUE.


a) Valor
semântico EXPLICATIVO – Geralmente, a oração antecedente à conjunção traz o verbo no modo imperativo.

Mantenham-se calados, que a aula já vai começar.

Corram agora, porque a polícia vem aí.

Observação – Para ter certeza de que a conjunção “porque” é causal, basta substituí-la por “como”, “dado que”, “visto que”, “já que”.  Note agora que esse fato não ocorre com a coordenada sindética explicativa.

Choro porque sinto forte dor.

Como sinto forte dor, choro.             Causal

Visto que sinto dor, choro.


3. A LOCUÇÃO DESDE QUE.

a) Valor semântico CONDICIONAL - Corresponde à conjunção Se”:

Entregarei a mercadoria desde que pagues a fatura.

b) Valor semântico TEMPORAL – Corresponde à locução conjuntiva Logo que:

Desde que a documentação chegou, ela examina tudo.

4. A LOCUÇÃO POSTO QUE.

a) Valor semântico CAUSAL – Corresponde à conjunção como, porque:

“Como caráter, fazia-lhe a mãe grandes elogios, e eram fundados, posto fossem de mãe.”

(Machado de Assis, Ressurreição, p. 32.)

b) Valor semântico CONCESSIVO: corresponde a: ainda que; se bem que; embora.

“Teve excelente recepção, posto que a viúva, sem deixar de ser cortês e graciosa, parecia um pouco reservada e preocupada.” (Machado de Assis, Ressurreição, pp. 50-51.)

Observação – A locução conjuntiva “COMO SE” sintetiza as idéias de comparação e hipótese. Alguns autores desdobram a locução desta forma:

“Sorria como se estivesse feliz.” (sorria como sorriria se estivesse feliz.)

EXERCÍCIO DE FIXAÇÃO

1. Classifique as orações adverbiais abaixo:

1.   Condicional.                            4.   Concessiva                                     7. Temporal

2.   Causal.                                      5.  Final                                                 8. Proporcional

3.   Conformativa.                         6. Comparativa                                    9. Consecutiva

1.     Para se fazer justiça, recorreremos ao STF.                                           (      )

2.     Irei ao encontro com ela por mais que não queiram.                          (      )

3.     Tamanho foi o espanto que desmaiou ali mesmo.                                (      )

4.     Quanto mais estudava, menos aprendia.                                               (      )

5.     O atleta parecia tão forte quanto uma muralha.                                  (      )

6.     Estarei lá contanto que me ensinem o local.                                         (      )

7.     Uma vez que estou preparado, lutarei com ele.                                  (      )

8.     Como disse o poeta, na natureza nada se cria.                                     (      )

9.     Nem que chova canivete, irei trabalhar.                                                (      )

10. A igreja arranjava tanta festa, que mais parecia um cassino.              (      )

11. Cada um vence segundo permite seu esforço.                                     (      )

12. Tudo é permitido na vida desde que mereçam.                                   (      )

13. Dado que não havia aluno, não houve aula.                                          (      )

14. São tantos problemas que não acabam mais.                                        (      )

15. Sempre que ele chega, estraga a nossa festa.                                       (      )

16. Faço votos que ganhe a eleição.                                                              (      )

17. Já que todos estão aqui façamos a reunião.                                           (      )

18. Fomos ao local do crime enquanto todos se distraíam.                       (      )

19. O mundo será de todos ainda que existam diferenças.                       (      )

20. Enquanto sofremos aqui, muitos passam bem.                                     (      )

2. Proceda como no exercício anterior

1. Voltamos a casa depois que todos viajaram.                                            (      )

2. A fim de chegar logo, fomos de avião para Sapé.                                   (      )

3. Por melhor que ele seja, não corrigirá o erro.                                       (      )

5. À medida que o tempo passa, a velhice se assenta.                               (      )

6. Conquanto fosse tarde, o pesquisador não desistia.                              (      )

7. Dava tais respostas, que impressionava a todos.                                     (      )

8. Era mais forte que um touro.                                                                      (      )

9. Fingiu tudo para escapar do ridículo.                                                        (      )

10. A viagem será ótima desde que se esforcem.                                       (      )

11. Dado que ele não queria trabalhar, foi demitido.                                (      )

12. Eles não consertarão o carro sem que vocês paguem.                       (      )

13. Estaremos lá contanto que o tempo esteja bom.                  (      )

14. São tantos alunos que não acabam mais.                                               (      )

15. Por muito que faça, não terá sucesso.                                                   (      )

16. Faça de tal jeito que ninguém perceba.                                                 (      )

17. Antes que se discuta o problema, julguemos o mérito.                      (      )

18. Acertou todas as questões sem que tivesse estudado.                       (      )

19. Temo pela pátria, quando penso que Deus é justo.                             (      )

20. Não sairei, a menos que haja casos urgentes.                                       (      )

3. Em qual das alternativas abaixo ocorre a relação de causa e conseqüência.

a) Quando saiu de casa, os ladrões entraram.

b) Irei à festa, mesmo que chova.

c) Estudei muito neste ano, a fim que fosse aprovado.

d) Tudo foi feito conforme o combinado.

e) Tamanha era a sua força, que demoliu tudo.

4. (UM – SP) “Criminoso que seja, não deve ser maltratado. A oração destacada é:

a) subordinada adverbial final.

b) subordinada adverbial concessiva.

c) subordinada adverbial consecutiva.

d) subordinada adverbial comparativa.

e) subordinada substantiva subjetiva

5. (ESAN-SP) Na frase: “Como anoitecesse, recolhi-me pouco depois e deitei-me.” A oração destacada é:

a) oração coordenada sindética explicativa

b) oração subordinada adverbial causal.

c) oração subordinada adverbial conformativa.

d) oração subordinada adjetiva explicativa.

e) oração subordinada adjetiva final.

6. (PUC-SP) “Nunca chegará ao fim, por mais depressa que ande.” A oração destacada é:

a) subordinada adverbial causal.

b) subordinada adverbial concessiva.

c) subordinada adverbial condicional.

d) subordinada adverbial consecutiva.

e) subordinada adverbial comparativa.

7. Em que período a oração subordinada é adverbial concessiva.

a) Peço-lhe permissão para voltar ao trabalho.

b) Mesmo que faça calor, não poderemos nadar.

c) Ela era tão medrosa, que não saía de casa.

d) Estudei muito neste ano, a fim que fosse aprovado.

e) Irei à festa, logo que chegar.

8. Em: “Embora nas últimas décadas as empresas de comunicação tenham se transformado em gigantes econômicos, o jornalismo segue uma profissão de risco, e não só no Brasil.” Substituindo-se o termo destacado por um sinônimo, temos:

a)   Desde que nas últimas décadas as empresas de comunicação tenham se transformado em gigantes econômicos, o jornalismo segue uma profissão de risco, e não só no Brasil.

b)   Conquanto nas últimas décadas as empresas de comunicação tenham se transformado em gigantes econômicos, o jornalismo segue uma profissão de risco, e não só no Brasil.

c)   Antes que nas últimas décadas as empresas de comunicação tenham se transformado em gigantes econômicos, o jornalismo segue uma profissão de risco, e não só no Brasil.

d)   Mal nas últimas décadas as empresas de comunicação tenham se transformado em gigantes econômicos, o jornalismo segue uma profissão de risco, e não só no Brasil.

9. A chuva foi tão forte, que ninguém pôde sair de casa”. A oração destacada acima é:

a) causal

b) comparativa

c) consecutiva

d) explicativa

e) comparativa

10. (ELB) Em: “Sem que o jovem quisesse, as mulheres caíam-lhe aos pés.”, a oração destacada é:

a) oração subordinada substantiva objetiva direta.

b) oração subordinada adverbial condicional.

c) oração subordinada adverbial concessiva.

d) oração subordinada objetiva direta.

e) oração subordinada adverbial condicional.

Formulário de Comentários

Deixe seu recado


Loading

WP Shoutbox
Nome
Site
Mensagem
Smile
:mrgreen::neutral::twisted::arrow::shock::smile::???::cool::evil::grin::idea::oops::razz::roll::wink::cry::eek::lol::mad::sad:8-)8-O:-(:-):-?:-D:-P:-o:-x:-|;-)8)8O:(:):?:D:P:o:x:|;):!::?:

Enquete

Como você qualifica o nosso curso atualmente?

Ver resultados

Loading ... Loading ...

Informativo Aulas

Loading...Loading...